Cardio antes ou no final do treino de musculação?

Cardio antes ou no final do treino de musculação?

A dúvida surge inúmeras vezes em todos os praticantes de atividades de ginásio. O que acontece é que na generalidade, o nosso organismo em diferentes tipos de esforço, intensidade e duração utiliza diferentes fontes de energia. No caso de procurar utilizar a gordura como fonte energética para os seus exercícios deverá ter em atenção que esta, é considerada uma reserva e geralmente é utilizada em esforços de intensidade leve a moderada. Sendo uma reserva, significa que será primordial degradar as fontes de energia primárias disponíveis (glicogénio muscular) de forma a que o seu organismo tenha uma maior afinidade na utilização da gordura como substrato para o exercício. Será interessante pensar em utilizar toda a sua energia após um aquecimento (8 a 10min) num treino de musculação ou numa aula de alta intensidade e de seguida realizar o cardio tentando utilizar a energia de reserva – gordura.

Este fenómeno não acontece de um dia para o outro, sendo necessário a regularidade no treino e consistência no método que deve ser adaptado às suas capacidades e características específicas. As adaptações metabólicas são lentas e requerem bastante dedicação e regularidade no treino. Consistem em criar uma maior afinidade na utilização de determinadas fontes de energia dependendo do exercício a realizar. Não devemos esquecer que estas fontes energéticas existentes no nosso corpo são provenientes da nossa alimentação. Será necessário equilibrar os alimentos que ingere no que diz respeito aos nutrientes em consonância com o tipo de treino/ duração e intensidade que está a realizar.

Procure o seu Personal Trainer e Nutricionista para saber se aquilo que está a realizar neste momento em termos de treino e alimentação é adequado a si e aos seus objetivos.

 

Pedro Quadrado – Personal Trainer  do Urbanfit Maia

Dia Mundial Contra o CancroDieta Cetogénica e Epilepsia